Sem aulas presenciais, cerca de 500 mil alunos do Piauí estão sendo prejudicados

Levantamento feito pelo TCE apontou que somente 16 municípios estão disponibilizando aulas online.

Um relatório divulgando pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI) aponta que somente 16 municípios piauienses estão disponibilizando aulas pela internet. A informação foi divulgada nesta terça-feira (02).

Durante os meses de março e abril, um levantamento foi feito, onde foi constatado que mais de 500 mil alunos estão sendo prejudicados devido a pandemia, sejam eles matriculados em creches, pré-escolas, ensino fundamental, médio, educação de jovens e adultos e educação especial.

O relatório apontou que apenas as cidades de Angical do Piauí, Avelino Lopes, Belém do Piauí, Beneditinos, Cabeceiras do Piauí, Cocal de Telha, Colônia do Piauí, Corrente, Elesbão Veloso, Francinópolis, Guadalupe, Itainópolis, Jaicós, Jurema, Parnaguá e Teresina estão oferecendo aulas de forma remota para os estudantes. Foram inclusos nessa lista os municípios que regulamentaram tal forma de ensino, com publicação no Diário Oficial.

O levantamento também mostra que 170 municípios optaram pela antecipação das férias e suspenderam as aulas, outros 34 somente suspenderam as aulas e 19 apenas anteciparam as férias. Quanto a merenda escolar, 68 municípios regulamentaram a distribuição ou oferta da alimentação.

De acordo com o TCE, dos 224 municípios do estado, apenas Eliseu Martins não publicou um normativo em seu Diário Oficial interrompendo as aulas presenciais.

Divulgue seu negócio e venha fazer sucesso junto com o Rota343. Clique aqui e entre em contato conosco!

Gostou? Compartilhe!