Morre o cantor e compositor Genival Lacerda

Ícone do forró e da cultura nordestina, o artista não resistiu ao coronavírus.

Morreu, na manhã desta quinta-feira (07), o cantor e compositor Genival Lacerda. Aos 89 anos, o artista estava internado desde o dia 30 de novembro, por causa da Covid-19.

O cantor estava internado no Hospital Unimed I, em Recife (PI), na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A informação a respeito da morte de Genival foi confirmada pelo filho dele, João Lacerda.

No dia 4 de janeiro, o estado de saúde de Genival teve uma piora. Nesta quarta-feira (06), familiares iniciaram uma campanha pedindo doação de sangue para o cantor, porém, nesta manhã, ele não resistiu.

Foto: Alexandre Belém/JC Imagem/Estadão Conteúdo/ArquivoGenival Lacerda morreu nesta quinta-feira, aos 89 anos.
Genival Lacerda morreu nesta quinta-feira, aos 89 anos.

Carreira

O cantor e compositor é natural de Campina Grande (PB), e nasceu em 5 de abril de 1931.

Genival Lacerda se tornou conhecido ao longo de 64 anos de carreira. Um dos grandes nomes do forró, ele possuía um carisma especial, que o transformou em um ídolo para os amantes da música, além de ter se tornado um símbolo da cultura nordestina.

Seu primeiro disco foi gravado em 1956 e, desde então, seu sucesso só aumentou. No ano de 1964, ele foi morar no Rio de Janeiro. Em 1975, sua carreira se consagrou nacionalmente, quando lançou a música “Severina Xique Xique”.

Nos anos 90, o artista retornou para o nordeste, passando a morar em Recife.

No ano de 2017, ele recebeu, no Palácio do Planalto, a medalha da Ordem do Mérito Cultural (OMC).

Saiba mais sobre:

Divulgue seu negócio e venha fazer sucesso junto com o Rota343. Clique aqui e entre em contato conosco!

Gostou? Compartilhe!