“Dia D” da Campanha de Multivacinação será neste sábado

Mobilização começou no dia 5 e vai até 30 de outubro. A meta de vacinação é de 95% do público-alvo.

O “Dia D” da Campanha Nacional de Multivacinação será realizado, neste sábado (17), nos postos de vacinação de todo o Piauí. A mobilização começou no dia 5 e vai até 30 de outubro. A meta de vacinação é de 95% do público-alvo.

“Se você está com o seu cartão de vacinação atrasado, criança e adulto jovem, procure um posto para atualizá-lo. No dia 17 de outubro, vamos ter o “Dia D”, onde as unidades estarão de portas abertas para vacinar a comunidade”, destaca o superintendente de Atenção Primária à Saúde e Municípios da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), Herlon Guimarães.

A campanha de multivacinação é direcionada para crianças e jovens que ainda não foram imunizados ou que estejam com a caderneta incompleta, de acordo com o Calendário Nacional de Vacinação. A Sesapi já distribuiu os imunobiológicos necessários para a realização da campanha nos 224 municípios piauienses.

“Os municípios já estão abastecidos, com mais de 15 imunobiológicos, que protegem contra diversas doenças. Pedimos à população que não deixe de se vacinar”, clama o superintendente.

Serão oferecidas vacinas que protegem contra cerca de 20 doenças: BCG (tuberculose); rotavírus (diarreia); poliomelite oral e intramuscular (paralisia infantil); pentavalente (difteria, tétano, coqueluche, hepatite B, Haemophilus influenza tipo b – Hib); pneumocócica; meningocócica; DTP; tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola); HPV (previne o câncer de colo de útero e verrugas genitais); Meningo ACWY, que protege contra meningite e infecções generalizadas, causadas pela bactéria meningococo dos tipos A, C, W e Y. Além das vacinas contra febre amarela, varicela e hepatite A.

Pandemia

A Sesapi orienta às unidades de saúde que realizem a vacinação em locais abertos e ventilados; disponibilizar local para lavagem das mãos ou álcool em gel; orientar que somente um familiar acompanhe a pessoa a ser vacinada e realizar a triagem de pessoas com sintomas respiratórios antes da entrada na sala de vacinação.

“A pandemia não acabou, por isso é importante que se evitem aglomerações, manter o distanciamento social, para que ao fazermos a atualização da caderneta de vacinação possamos também nos prevenir do coronavírus”, destaca Herlon Guimarães.

Divulgue seu negócio e venha fazer sucesso junto com o Rota343. Clique aqui e entre em contato conosco!

Gostou? Compartilhe!