Rússia disponibilizará primeiro medicamento para tratamento da Covid-19

Registrado com o nome de Avifavir, o remédio começará a ser usado a partir de 11 de junho.

A partir da próxima semana, a Rússia disponibilizará o primeiro remédio aprovado no país para tratamento de pacientes com Covid-19. Com a novidade, a nação espera diminuir a quantia de pacientes usando o sistema de saúde e também retomar as atividades econômicas.

Registrado com o nome de Avifavir, o remédio começará a ser usado a partir de 11 de junho, disse o chefe do fundo soberano RDIF, Kirill Dmitriev, durante entrevista à Reuters. Segundo ele, a empresa responsável pelo medicamento produzirá a quantia suficiente para tratar, mensalmente, cerca de 60 mil pacientes.

O Avifavir, conhecido como favipiravir, foi desenvolvido por uma empresa japonesa, nos anos 1990. Segundo Kirill Dmitriev, o remédio foi modificado por cientistas russos, com a finalidade de otimizá-lo para ser usado em pacientes com o novo coronavírus.

Esse mesmo medicamento também vem sendo testado no Japão. No país, ele é conhecido como Avigan e seu uso ainda não foi aprovado, apenas dos elogios que recebeu do primeiro-ministro Shinzo Abe e também do financiamento de 128 milhões de dólares.

Na Rússia, testes clínicos com o remédio foram realizados em 330 pessoas, que tiveram resultados satisfatórios no período de quatro dias, para a maioria dos casos. As avaliações ainda estão em andamento e devem ser concluídas em até uma semana, porém, mesmo assim o uso do medicamento já foi aprovado pelo Ministério da Saúde do país.

Segundo o chefe russo, o período de testes do medicamento, que normalmente dura meses, foi reduzido. Isso porque o genérico japonês no qual o Avifavir foi baseado já havia sido registrado em 2014 e passado por testes consideráveis, antes de ser alterado pelos especialistas russos.

Saiba mais sobre:

Divulgue seu negócio e venha fazer sucesso junto com o Rota343. Clique aqui e entre em contato conosco!

Gostou? Compartilhe!