Polícia apreende passaporte de Nego do Borel e R$ 470 mil em casas do cantor

Além disso, celulares e computadores foram apreendidos por policiais no RJ e em SP.

Nesta quinta-feira (28), a Polícia Civil de São Paulo, com o apoio de policiais do Rio de Janeiro, cumpriu dois mandados de busca e apreensão na casa do cantor Nego do Borel. Na residência, localizada na Zona Oeste do Rio de Janeiro (RJ), a polícia apreendeu o passaporte do artista e R$ 470 mil em espécie.

O mandado de prisão na cidade carioca foi cumprido na mansão de Nego do Borel, no Recreio dos Bandeirantes. Lá, os policiais reteram o passaporte do cantor e também apreenderam o dinheiro que estava em um cofre.

Ao mesmo tempo, os policiais paulistas cumpriram outro mandado de busca e apreensão, na residência do artista em São Paulo, onde o cantor estava. No local, foram apreendidos celulares e computadores.

As buscas foram realizadas depois que Duda Reis, ex-noiva do cantor, registrou um boletimde ocorrência contra ele. Há 15 dias, ela denunciou o artista, afirmando que foi vítima de violência e de ameaças. Nego do Borel nega as acusações e registrou uma queixa contra a atriz por calúnia, difamação e injúria.

Foto: ReproduçãoMandados de busca e apreensão são cumpridos em residências de Nego do Borel.
Mandados de busca e apreensão são cumpridos em residências de Nego do Borel.

Entenda o caso

No dia 12 de janeiro, a atriz Duda Reis, ex-noiva de Nego do Borel, publicou vídeos em suas redes sociais, fazendo denúncias contra o cantor. Chorando, ela contou ter sofrido várias traições, agressões e ameaças. Ela ainda aparece nas imagens pedindo medida protetiva contra o cantor.

No dia 14, em depoimento aos policiais da 1ª DDM, ela contou que as agressões começaram em fevereiro de 2018, durante o carnaval. Segundo ela, o cantor a ameaçou por ter ido ao Sambódromo sem a permissão dele.

A partir de então, o cantor teria iniciado uma série de “humilhações e xingamentos” contra Duda, que na época era sua noiva. Ela afirmou que também sofreu agressões físicas, inclusive na frente de outras pessoas.

Outra acusação é de que, em agosto de 2018, o cantor a estuprou durante uma viagem a Portugal, em um momento onde ela estava sob efeito de remédios. Segundo ela, ela tomava medicamentos controlados em doses acima das prescritas pelo médico, por incentivo do artista.

Ela ainda afirmou ter medo do cantor e disse temer por sua vida e segurança.

O cantor nega todas as acusações e, inclusive, prestou queixa contra a ex-noiva por difamação, injúria a calúnia no dia 13 de janeiro. De acordo com pronunciamento do cantor nas redes sociais, ele confirma ter traído a atriz, mas nega ter feito qualquer agressão contra Duda.

Nego não se pronunciou sobre os mandados de busca e apreensão.

A Polícia Civil segue investigando o caso.

Divulgue seu negócio e venha fazer sucesso junto com o Rota343. Clique aqui e entre em contato conosco!

Gostou? Compartilhe!