Obras do Centro de Referência Médica de Picos serão retomadas

Termo de retomada das obras será assinado nesta segunda-feira.

Será assinado, nesta segunda-feira (6), o termo da retomada das obras do novo hospital público de Picos. A unidade, ainda sem nome oficial, também é conhecida como Centro de Referência Médica, terá leitos para tratamento da Covid-19 e funcionará como hospital-escola.

De acordo com o governador Wellington Dias, o Estado possui obras que precisam ser retomadas para beneficiar a população.

“Apesar de estarmos vivendo essa pandemia do coronavírus, estamos ouvindo os especialistas e vamos flexibilizar alguns setores como a construção civil. A obra terá o seu andamento obedecendo aos protocolos de segurança. Este hospital vai melhorar a capacidade de atendimento em toda a região de Picos pois, nele, teremos também novos leitos de UTI, além de funcionar como um hospital-escola para a formação dos estudantes”, declarou.

“A retomada desta obra se dará com a adoção de todos os protocolos estabelecidos no decreto estadual no qual será apresentado o Plano de Segurança Sanitária e Contenção da Covid-19. Nossa prioridade é trazer segurança para todos os envolvidos no processo e poder entregar esse hospital à população o mais breve possível ”, afirmou o diretor do Núcleo de Infraestrutura da Sesapi, Wellington Rodrigues.

Para o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, a nova unidade é um dos principais meios de melhoria no atendimento à população da região, uma vez que as previsões apontam que o hospital atenderá cerca de meio milhão de pessoas, de 60 municípios piauienses. “Na segunda-feira (6), vamos assinar este termo de retomada das obras para que possamos trazer mais saúde e segurança à população, principalmente neste momento de pandemia, quando precisamos aumentar nossa capacidade de atendimento”, enfatiza o gestor.

O novo hospital de Picos contará com uma estrutura moderna de 152  leitos de internação, dez leitos de UTI pediátrica, dez leitos de UTI adulto, cinco salas de cirurgia de alta complexidade , central de processamento de resíduos, quatro salas de parto normal, auditório com 150 lugares, refeitório e biblioteca. “Além do atendimento à população, a unidade servirá também como um hospital-escola de média e alta complexidade, tendo em vista que receberá acadêmicos do curso de medicina da Universidade Federal do Piauí (UFPI) de Picos”, lembra Florentino Neto.

Saiba mais sobre:

Divulgue seu negócio e venha fazer sucesso junto com o Rota343. Clique aqui e entre em contato conosco!

Gostou? Compartilhe!