Governo reajusta aposentadorias e benefícios do INSS em 5,45%

Com o reajuste, o teto dos beneficiários passa de R$ 6.101,06 para R$ 6.433,57.

Nesta quarta-feira (13), o governo oficializou o reajuste de 5,45% para aposentados e beneficiários do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) que recebem acima de um salário mínimo. Com o reajuste, o teto dos beneficiários passa de R$ 6.101,06 para R$ 6.433,57, segundo portaria do Ministério da Econômia, publicada no Diário Oficial da União.

O cálculo do reajuste é feito de acordo com o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) do ano anterior, conforme consta em legislação federal. Em 2020, esse índice ficou em 5,45%, como foi divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta terça-feira (12).

Reajuste diferenciado

Para os beneficiários que tiveram seus pedidos de benefício e aposentadoria concedidos no ano de 2020, o percentual de reajuste é diferente, variando conforme o mês em que o pagamento passou a ser efetuado. Confira abaixo os percentuais:

- Janeiro de 2020: 5,45%;
- Fevereiro de 2020: 5,25%;
- Março de 2020: 5,07%;
- Abril de 2020: 4,88%;
- Maio de 2020: 5,12%;
- Junho de 2020: 5,39%;
- Julho de 2020: 5,07%;
- Agosto de 2020: 4,61%;
- Setembro de 2020: 4,23%;
- Outubro de 2020: 3,34%;
- Novembro de 2020: 2,42%;
- Dezembro de 2020: 1,46%

Alíquotas de contribuição ao INSS

O reajuste dos benefícios reflete também no recolhimento das contribuições para os trabalhadores. A tabela a ser seguida passa a ser:

- 7,5% para até um salário mínimo (R$ 1.100);
- 9% para quem ganha entre R$ 1.100,01 e 2.203,48;
- 12% para quem ganha entre R$ 2.203,49 e R$ 3.305,22;
- 14% para quem ganha entre R$ 3.305,23 e R$ 6.433,57.

Divulgue seu negócio e venha fazer sucesso junto com o Rota343. Clique aqui e entre em contato conosco!

Gostou? Compartilhe!