Goleira piauiense fala sobre experiência de treinar na Granja Comary

A goleira é estreante na Seleção Brasileira Sub-17 e treinou no local por 29 dias.

Nesta semana, a piauiense Awanny encerrou seu período de treinos na Granja Comary, em Teresópolis. A goleira é estreante na Seleção Brasileira Sub-17. Ao GloboEsporte.com, a atleta contou a emoção de estar nos treinos.

“Quando cheguei lá na Granja, cara, parece coisa de outro mundo. Eu nunca tinha visto nada parecido e nem tinha feito treinos como fiz lá. Muito bom”, declarou a atleta.

Awanny conta que tentou aproveitar a oportunidade da melhor forma possível. Para a treinadora Simoné Jatobá, da equipe sub-17, e de Pia Sundhage, técnica da seleção principal feminina, os dias foram de aprendizado para a piauiense.

“Uma sensação maravilhosa. Desde o dia que cheguei até hoje eu sou muito grata pelas oportunidades. Busquei aprender e dar o meu melhor a cada dia. Tentei usufruir ao máximo de cada treino, mas ainda acho o futebol feminino precisa ser mais valorizado no Brasil”, comentou a goleira.

Foto: Laura Zago/CBFAwanny realizou período de treino na Granja Comary.
Awanny realizou período de treino na Granja Comary.

Nos 29 dias em que esteve treinando na Granja Comary, a jogadora foi acompanhada pela ex-goleira Maravilha, que foi medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Atenas 2004 e a primeira mulher a se tornar preparadora de goleiras da Seleção feminina. Awanny falou sobre como foi estar com a ex-atleta.

“Ela me ensinou muita coisa. Às vezes, eu tinha dúvida em certas coisas e ia perguntar para ela, que sempre tinha um tempo para as dúvidas. Preciso melhorar, mas o tempo que passei lá consegui ter uma evolução. Fico muito feliz por ter conhecido ela, e pelas coisas que aprendi com ela - analisou Awanny Miriam.

Agora Awanny volta para o Piauí, sua terra-natal, onde passará pouco tempo. A goleira terá que embarcar para Fortaleza, seu novo clube. Na bagagem, a piauiense vai levar a expectativa para mais uma vez vestir a camisa da seleção brasileira.

- Cheguei a ver ela (Pia) algumas vezes. Ela gosta de acompanhar a base e esteve em treinos nossos. Eu me esforcei bastante e espero sim ser convocada outras vezes. O futuro é incerto, mas eu dei o meu melhor a cada treino e espero estar na próxima convocação.”

Divulgue seu negócio e venha fazer sucesso junto com o Rota343. Clique aqui e entre em contato conosco!

Gostou? Compartilhe!