Empresa dos EUA diz ter obtido resultados positivos em testes de nova vacina

De acordo com a empresa, a vacina teve resposta imune em oito pacientes.

Nesta segunda-feira (18), a empresa americana de biotecnologia Moderna, anunciou que obteve resultados “positivos preliminares” no início dos ensaios clínicos de uma vacina que está desenvolvendo para o novo coronavírus. Os testes foram realizados em um pequeno grupo de voluntários.

De acordo com a empresa, a vacina teve resposta imune em oito pacientes, afirmou a agência de notícias France Presse.

Hoje, 118 vacinas contra o novo coronavírus estão sendo desenvolvidas, sendo a Organização Mundial de Saúde (OMS). Entre elas, oito estão em fase clínica (incluindo a da empresa Moderna) e 110 em fase pré-clínica.

"A fase provisória 1, embora em estágio inicial, demonstra que a vacinação com o mRNA-1273 produz uma resposta imune da mesma magnitude que a provocada por infecção natural", disse Tal Zaks, diretor médico da Moderna, em comunicado.

Isso significa que, embora não seja a prova final, a vacina consegue desencadear no organismo uma resposta imune. Segundo a empresa, a vacina “tem potencial para prevenir o Covid-19”.

Os Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos são os responsáveis pela realização do estudo clínico. O governo norte-americano investiu 500 milhões de dólares para essa potencial vacina. Nos testes realizados, os pacientes receberam três doses diferentes da vacina.

Produção de vacinas

A produção de vacinas não é algo simples. Para chegar até a vacina efetiva, diferentes etapas precisam ser seguidas pelos pesquisadores.

Primeiro, os pesquisadores precisam realizar uma pesquisa básica, que é o levantamento do tipo de vacina que pode ser criada. Em seguida, acontecem os testes pré-clínicos, que podem acontecer em animais ou in vitro. Esses testes servem para demonstrar a segurança do produto. Posteriormente, os ensaios clínicos são realizados. Eles podem resultar em outras quatro fases da criação das vacinas:

Fase 1: testes em seres humanos, para verificar a segurança da vacina nestes organismos

Fase 2: onde se estabelece qual a resposta imunológica do organismo (imunogenicidade)

Fase 3: última fase de estudo, para obter o registro sanitário

Fase 4: distribuição para a população

Saiba mais sobre:

Divulgue seu negócio e venha fazer sucesso junto com o Rota343. Clique aqui e entre em contato conosco!

Gostou? Compartilhe!