Celulares sem nota fiscal são apreendidos pela segunda vez

Aparelhos estavam com um empresário, suspeito de sonegação fiscal.

Pela segunda vez, a Polícia Civil apreendeu uma grande quantidade de celulares na cidade de São Raimundo Nonato. (PI). Os aparelhos foral localizados durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão, e estavam em posse de um empresário, suspeito de sonegação fiscal.

De acordo com o portal de notícias G1, os aparelhos já haviam sido apreendidos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), mas foram liberados após a apresentação da nota fiscal.

“Contudo, logo após a restituição dos aparelhos, a autoridade policial responsável pelo caso verificou o cancelamento da nota fiscal eletrônica no sistema. Assim, foi solicitada a busca e apreensão nos estabelecimentos comerciais do suspeito, que foi realizada agora”, informou a Polícia Civil.

Foto: PRF/DivulgaçãoAparelhos celulares apreendidos.

Supostamente, os aparelhos foram adquiridos no estado do Paraná. A polícia não informou a quantia exata de celulares apreendidos.

O mandado de busca e apreensão foi cumprido de forma conjunta pelo Grincot (Grupo Interinstitucional de Combate aos Crimes Contra a Ordem Tributária), envolvendo a Deccoterc (Delegacia de Crimes contra a Ordem Tributária, Econômica e Relações de Consumo), a Sefaz (Secretaria da Fazenda do Estado do Piauí), com apoio da 8ª Delegacia Regional de Polícia Civil de São Raimundo Nonato.

A polícia aproveitou para fazer um alerta aos consumidores e comerciantes a respeito da venda de produtos sem nota fiscal.

“Sendo que a prática de comercializar mercadorias sem fornecer a nota fiscal configura crime, podendo gerar investigação, visando a responsabilização penal dos infratores, como ocorreu no caso, e poderá atingir outras empresas na cidade, caso insistam na mencionada prática ilícita de sonegação fiscal”, declarou a polícia.

Divulgue seu negócio e venha fazer sucesso junto com o Rota343. Clique aqui e entre em contato conosco!

Gostou? Compartilhe!